Presidentes se cruzam em Helsinque: um olhar no passado

Os olhos do mundo estarão voltados para Helsinque em 16 de julho, enquanto os presidentes Donald Trump e Vladimir Putin se encontrarão na cidade. Mas esta não é a primeira vez que líderes mundiais escolhem se encontrar na capital finlandesa. Veja o nosso slideshow.

ler artigo

Quando os rumores de uma reunião entre o presidente dos EUA e o presidente russo começaram a circular, Helsinque foi a primeira aposta de cidade anfitriã.

A capital finlandesa tem muita experiência em receber líderes do Ocidente e do Oriente em seus foros de reunião e residências presidenciais. A primeira foi a Conferência de 1975 sobre Segurança e Cooperação na Europa (CSCE), onde o presidente dos EUA Gerald Ford, o líder soviético Leonid Brezhnev e os chefes de estado da Alemanha Oriental e Ocidental se reuniram sob o mesmo teto no Finlandia Hall. O resultado foi a Ata Final de Helsinque (Helsinki Final Act) e uma cooperação mais forte entre países orientais e ocidentais.

A crise do Golfo Pérsico 15 anos depois trouxe o líder soviético Mikhail Gorbachev e o presidente dos EUA, George H.W. Bush para a Finlândia em setembro de 1990. “Aqui em Helsinque, o Presidente Gorbachev e eu nos encontramos com esperança de fortalecer a nossa abordagem comum a esse ato injustificável de agressão”, comentou o presidente Bush ao New York Times ao chegar no Aeroporto de Helsinque em 1990.

O então presidente dos EUA, Bill Clinton, e o presidente russo, Boris Yeltsin, realizaram negociações em 1997 em Mäntyniemi, uma das residências oficiais do presidente da Finlândia. A batata quente política da época foi a ampliação da OTAN para a Polônia, Hungria e República Tcheca. “Concordar em discordar” foi o resultado.

Nosso slideshow recorda momentos de reuniões presidenciais anteriores em Helsinque.

By Laura Suihkonen, July 2018

Veja também no thisisFINLAND

Links