Finlândia, um país amigo da leitura

Os finlandeses amam livros. Cada cidadão compra 4 títulos e faz empréstimo de mais 12 na biblioteca, ano após ano.

ler artigo

A literatura sempre esteve no coração dos finlandeses, e talvez hoje esteja mais presente do que nunca. Mais de 20 milhões de livros são vendidos na Finlândia a cada ano, o que representa uma média de 4 livros por pessoa, incluindo o público infantil.

Na Finlândia, assim como em qualquer outro lugar, os leitores são claramente divididos em: compradores assíduos de livros e outros. Aproximadamente um em cada seis finlandeses com idade entre 15 e 79 compra pelo menos 10 livros por ano. Juntos, esses compradores assíduos adquirem mais de metade de todos os livros vendidos. Em geral, a aquisição de livros é algo bastante comum: três entre quatro finlandeses compram pelo menos um por ano.

Mesmo após o advento da internet, os finlandeses continuam atraídos pelos livros.

Mesmo após o advento da internet, os finlandeses continuam atraídos pelos livros.

O advento da internet não parece ter afetado a popularidade dos livros em uma grande escala. Por exemplo, em 1995 (antes do uso da internet se tornar global), uma quantidade ainda menor de livros eram comprados na Finlândia comparada à realidade de hoje. Portanto, a popularidade dos livros aumentou mesmo com as grandes proporções tomadas pela mídia eletrônica. E não é só isso: os preços dos livros aumentaram em uma proporção maior do que seus volumes. Os leitores estão dispostos a pagar mais por seus livros.

Os livros de ficção finlandesa permanecem no topo da lista de mais populares no país, apesar de obras do mesmo gênero traduzidas de outros idiomas venderem muito bem também (mesmo após registrar uma ligeira queda nos últimos tempos). Aproximadamente um em cada três finlandeses leu algum livro de ficção nacional no ano passado. Outros livros bastante adquiridos são os de história, economia doméstica (livros de culinária em especial), memórias, crime e infantis. Os leitores do país estão lendo cada vez mais traduções de livros de ficção escritos em outras línguas.

Os livros se tornaram um presente bastante tradicional na Finlândia. Porém, este cenário está mudando bastante, pois as pessoas estão comprando cada vez mais livros para si mesmas. Aproximadamente metade dos livros comprados como presentes são destinados a membros da família (e provavelmente serão lidos no futuro por quem os comprou).

A terra das bibliotecas

Em média, cada finlandês faz empréstimo de mais de uma dezena de livros a cada ano. Nesta foto, temos uma das bibliotecas móveis finlandesas.

Em média, cada finlandês faz empréstimo de mais de uma dezena de livros a cada ano. Nesta foto, temos uma das bibliotecas móveis finlandesas.Foto: Heikki Saukkomaa / Lehtikuva

A Finlândia é um país repleto de bibliotecas, há pelo menos uma por município. As mais de 300 bibliotecas centrais do país têm 500 filiais, especialmente em áreas esparsamente populadas. Também há bibliotecas móveis (em forma de ônibus especialmente equipados). As bibliotecas móveis realizam apenas 10% dos empréstimos em todo o país. A Finlândia tem até mesmo um barco-biblioteca. Incrível, não? Um sistema de reserva permite que bibliotecas móveis ofereçam os mesmos livros que as bibliotecas centrais.

A moderna biblioteca móvel abriga uma seleção de aproximadamente 4000 títulos, que vão de livros a revistas, jornais e material audiovisual. Os itinerários das bibliotecas móveis contêm dezenas de pontos. Mesmo em uma região com população relativamente densa, como a do norte do país, uma biblioteca móvel pode registrar até 50.000 quilômetros percorridos por ano (no norte, as distâncias são maiores).

Tendo como base os padrões europeus, os serviços prestados pelas bibliotecas públicas finlandesas são tecnologicamente avançados e substanciais em termos de volume. As bibliotecas são gratuitas, e cobram apenas pequenas multas para atrasos na entrega.

Seus serviços são extremamente populares e elas são usadas com bastante frequência (aproximadamente 40% dos cidadãos são usuários assíduos e visitam a biblioteca pelo menos duas vezes ao mês). Em média, os finlandeses fazem empréstimos de livros mais de uma vez em um prazo de 30 dias. Ainda, analisando o caso por outra perspectiva, as bibliotecas contêm pouco mais de 7 livros por pessoa, e cada livro é lido em média duas vezes e meia por ano.

Bibliotecas também adquirem grandes quantidades de livros. A cada ano, elas investem mais de 300 euros por cidadão na aquisição de livros e outros materiais. As bibliotecas também beneficiam escritores: autores e tradutores podem se candidatar para receber uma bolsa de financiamento para a produção de suas obras. Essas bolsas também são dadas como prêmio para autores que não podem trabalhar por causa de restrições impostas pela idade ou doenças.

Apesar dos livros serem o item em maior proporção nas coleções de bibliotecas públicas, há muitas outras coisas à disposição dos frequentadores: revistas, jornais e material audiovisual.

Por Matti Sovijärvi, março de 2014

Veja também no thisisFINLAND

Links