Seriados finlandeses para TV conquistam o público em nível global

Drama de hospital, ficção científica, séries policiais, etc. Mais fortes do que nunca, alguns dos programas de TV mais populares da Finlândia chegam às telas internacionais.

ler artigo

Um número cada vez maior de pessoas ao redor do mundo se apaixona pelos seriados para TV finlandeses.

Elas são mulheres belas e jovens, possuem poderes sobrenaturais e vivem na moderna capital Helsinque, onde são perseguidas por personagens maléficos da mitologia grega. Para a sua sobrevivência, as moçoilas devem ter relações sexuais uma vez por mês. Parece intrigante? Pois bem, este é o seriado finlandês “Nymfit” (“Ninfas”), que vem sendo visto por pessoas do mundo todo.

: Mulheres jovens e belas, com poderes super naturais e que vivem em Helsinque, atraem público do Japão à Itália com a série para TV “Nymphs” (“Ninfas”).Foto: : Fisher King Production

“Tradicionalmente, programas finlandeses de terror e ficção científica sempre tiveram uma certa força” –  diz Johanna Karppinen, diretora executiva da “Audiovisual Finland”. A série “Nymfit” (“Ninfas”), produzida pela “Fisher King Productions ” acaba de ser comprada pela Alemanha, por exemplo.”

Espectadores do Japão à Itália vêm se deleitando com as sensuais ninfas mágicas e, em breve, novos países terão a mesma chance. Os direitos de tradução dos livros relacionados à série já foram vendidos da América à Rússia e da Holanda ao Brasil. E a serie ‘”Ninfas” não está sozinha nessa! Outros seriados de televisão finlandeses estão na moda por todo o mundo.

Ponto forte no drama

A empresa “Audiovisual Finland” ajuda a promover o trabalho das produtoras finlandesas no mercado internacional, e eles andam bem ocupados!

“Nosso trabalho é ajudar a encontrar contatos no exterior, enviar delegações para participar de conferências sobre TV, buscar por programas para mercados específicos, transmitir conhecimento sobre o mercado e ajudar com networking” – explica Johanna Karppinen.

“Nurses” (“Enferemeiras”), um drama de hospital realista chamado “Syke” (“pulsação”) em finlandês, alcançou até mesmo mercados complicados para a Finlândia, como a Suécia.Foto: Jussi Nahkuri/YLE

Na Alemanha, eles estudaram o mercado e seus participantes desde o público às emissoras. Viram como as empresas tomam decisões, como foram utilizam as plataformas digitais e como os projetos de co-desenvolvimento e co-produção funcionam. A “Audiovisual Finland” também levou delegações para Cannes, SXSW e para o “Sundance Film Festival”, de Robert Redford. A empresa vem obtendo muito sucesso, mesmo em mercados difíceis.

“A Suécia sempre foi um mercado difícil para conteúdo finlandês”- diz Karppinen. “Mas as séries de drama “Nurses” (“Enfermeiras”), da “Yellow Film” e “Black Widows” (“Viúvas Negras”), da produtora “Moskito”, foram vendidas para a TV sueca. O drama é um de nossos pontos fortes.”

Mate os maridos!

A série mencionada “Black Widows”(“Viúvas Negras”) é uma das mais vistas hoje em dia. Trata-se da história de três mulheres que matam seus maridos abusivos e tentam se safar. O show rendeu o prêmio “Hulda Export Award” à empresa “Audiovisual Finland”.

Um dos grandes dramas do momento é a série “Black Widows” (“Viúvas Negras”), que conta a história de três mulheres que matam seus maridos abusivos e tentam sair dessa intactas. Foto: Else Kyhälä

“É bom obter reconhecimento pelo trabalho que temos feito e ter nossas séries de drama no mercado internacional” – diz o diretor geral da Moskito produções Roope Lehtinen. “Durante muito tempo acreditou-se que era impossível para a Finlândia alcançar o mercado internacional com suas séries de drama. Mas as coisa mudaram recentemente, tanto para nós quanto para outras produtoras também, e é bom ver que isso não está passando despercebido”.

“Black Widows” já estreou em toda a Escandinávia. De acordo com fofocas da indústria no “Hollywood Reporter”, a potência americana CBS está desenvolvendo uma refilmagem do show. Lehtinen diz que muito do charme da série se dá pela forma como ela foi originalmente criada

“Nós percebemos desde cedo que “Black Widows” possui um conceito que pode ter um forte apelo internacional” – diz ele. “Assim, levamos isso em conta e nos divertimos desenvolvendo a série.”

Conquisatando Hollywood

Lehtinen diz  que é necessário gastar bastante tempo e se esforçar muito para aprender a trabalhar em alguns dos mercados mais complicados. Um dos países mais difícieis são os EUA, que por sua vez é um dos mais importantes devido à sua dimensão. Além disso, não há melhor professor do que uma forte concorrência.

“Nós aprendemos muito com a venda de nosso material para os EUA: a forma como eles abordam conceitos, como criam o “pacote” dos shows e assim por diante”, explica Lehtinen. “Nós mantemos isso sempre em mente quando criamos uma série dramática.”

 

Série policial finlandesa “Black Widows” (“Viúvas Negras”) empolga o público internacional.Foto: Dan Castledine

A indústria finlandesa é pequena, por isso, é importante que as companhias trabalhem com empresas internacionais para financiamento e co-produções. Organizações públicas e grupos da indústria como a “Audiovisual Finland”, também ajudam muito. Mas duas vantagens que os finlandeses têm são a ideias e a vontade de experimentar.

“Na Finlândia temos um gosto especial por conceitos originais. Algumas coisas muito interessantes são produzidas por encomenda.” – conclui Lehtinen. “Tentamos desenvolver programas com apelo internacional e contar histórias de classe mundial.”

Algumas idéias atemporais: mulheres imortais, belas e com super poderes eram tão interessantes para os gregos antigos como são para nós.

Por David J. Cord, maio 2016

Links