Patinação artística em foco na Finlândia

Fãs de todo o mundo se reúnem na capital finlandesa para o Campeonato Mundial de Patinação Artística de 2017.

ler artigo

Na primeira vez em que a Finlândia foi anfitriã do Campeonato Mundial de Patinação Artística o país ainda era um Grão-Ducado do Império Russo. Foi em 1914, três anos antes de sua independência. E na superfície congelada do Porto Norte de Helsinque, Gösta Sandahl, da Suécia, conquistou o título de campeão na modalidade individual masculina.

Naquele tempo as modalidades masculinas, femininas e em pares ainda não aconteciam na mesma localidade. Neste mesmo ano, por exemplo, St Moritz, na Suíça, acolheu as modalidades femininas e em pares da competição. Em 1952 a União Internacional de Patinação adicionou a dança no gelo como mais uma modalidade do Campeonato Mundial, criando, assim, uma série de quatro eventos espetaculares.

De 29 de março a 2 de abril de 2017 o Campeonato Mundial de Patinação Artística terá novamente Helsinque como anfitriã. Desta vez o evento será realizado na Hartwall Arena, com competidores de mais de 30 países. Coincidindo com o ano do centenário da Finlândia, o mundo promete uma celebração combinada de patinação artística em paralelo com várias festas que ocorrerão por toda a cidade, pelos 100 anos de independência finlandesa. Para tornar o evento ainda mais especial e fora do comum, um jogo foi criado para o Campeonato. Trata-se de uma história oficial de detetive: O Mistério do Patinador Desaparecido (“The Mystery of a Missing Skater”), escrita pela famosa escritora finlandesa de romances policiais Leena Lehtolainen. O mistério será desvendado online, em capítulos (veja o link abaixo).

De olho nas Olimpíadas

A campeã nacional finlandesa de 2017, Emmi Peltonen, voa alto sob o gelo.Foto: Jaroslav Ozana/ CTK/Lehtikuva

Realizado anualmente, o Campeonato Mundial de Patinação Artística forma o conjunto de eventos mais prestigiados, patrocinado pela ISU, incluindo o Campeonato Europeu, o Campeonato dos Quatro Continentes e o Campeonato Mundial Junior. Só a conquista de uma medalha olímpica é uma realização mais elevada na patinação artística do que o Campeonato Mundial.

Helsinque será o ponto de partida para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, a serem realizados em Pyeongchang, Coréia do Sul, pois o Campeonato Mundial de 2017 determinará o número de atletas olímpicos que cada país terá como representante.

Em Helsinque a competição feminina inclui 38 participantes, entre elas a campeã nacional finlandesa Emmi Peltonen. A competição masculina terá 37, incluindo o duas vezes medalhista nórdico e quatro vezes campeão nacional finlandês Valtter Virtanen. Vinte e nove casais participarão da competição de pares em que Emilia Simonen, da Finlândia, patinará junto a seu parceiro canadense Matthew Penasse. Na categoria de dança no gelo, Cecilia Törn e Jussiville Partanen representarão a Finlândia em um campo de 32 casais.

Defendendo campeões e desafiantes

O time finlandês se junta para a foto (da esquerda): Valtter Virtanen, Jussiville Partanen, Cecilia Törn, Emilia Simonen, Emmi Peltonen e Matthew Penasse.Foto: Sari Niskanen

O evento de 2017 será a quinta vez em que Helsinque acolherá o campeonato que ocorreu pela primeira vez em 1896. Na história do campeonato, a Finlândia conquistou uma medalha de bronze (Laura Lepistö em 2010).

Na última vez em que o evento foi realizado em Helsinque, em 1999, a Rússia ganhou de lavada: Alexei Yagudin e Maria Butyrskaya foram os vencedores na categoria individual masculina e feminina, enquanto Elena Berezhnaya e Anton Sikharulidze venceram a modalidade de pares e Anjelika Krylova e Oleg Ovsyannikov conquistaram a dança no gelo. Em Helsinque em 1983, o americano Scott Hamilton e Rosalynn Sumners foram os vencedores individuais. Os soviéticos Elena Valova e Oleg Vasiliev foram os premiados pela modalidade de pares, enquanto os patinadores britânicos Jayne Torvill e Christopher Dean venceram a dança no gelo.

Em 2017 os campeões da edição anterior do Mundial (2016 em Boston) que defenderão seus títulos serão: Javier Fernandez (masculino), a russa Evgenia Medvedeva (individual feminina), os canadenses Meagan Duhamel e Eric Radford (pares) e o casal francês Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron (dança no gelo).

O japonês Yuzuru Hanyu, campeão olímpico e mundial de 2014, é considerado um dos favoritos na modalidade individual masculina junto com Fernandez. Satoko Miyahara, também do Japão, deve desafiar Medvedeva na individual feminina.

Por Michael Hunt, março 2017

Veja também no thisisFINLAND

Links