Educação internacional na Finlândia

A Finlândia oferece muitas opções de escolas internacionais, tanto para residentes temporários quanto para residentes permanentes, em inglês e outros idiomas, incluindo francês, alemão, espanhol e russo.

ler artigo

Ao redor de uma grande área aberta na Escola Internacional de Helsinque, há uma floresta de bandeiras.

“Temos mais de cinquenta bandeiras aqui; uma bandeira para cada nacionalidade em nosso corpo discente”, diz Kathleen Naglee, diretora da escola. “Nós brincamos dizendo que todos estudam aqui, desde sauditas a suecos.”

Fundada em 1963, a Escola Internacional de Helsinque (ISH) conta com 88 funcionários e 424 estudantes. Os alunos variam de três a 18 anos de idade e a escola segue os programas educativos para ensino fundamental e segundo-grau do International Baccalaureate. (Para os links das escolas mencionadas neste artigo, veja abaixo.)

“Muitos de nossos alunos têm pais expatriados e um deles trabalha em uma empresa na Finlândia com contratos temporários, por apenas alguns anos”, diz Naglee. “Outros são filhos de diplomatas. Também temos alunos de famílias locais que querem seus filhos em uma escola internacional ”.

Para empresários que se mudam para a Finlândia, o processo é relativamente fácil, basta se inscrever no cartório e no escritório de impostos, conforme necessário. Pode parecer uma tarefa mais complicada encontrar uma escola para crianças expatriadas, mas existem muitas escolas primárias e secundárias, que usam o inglês e oferecem programas internacionais. O inglês é amplamente falado na Finlândia: cerca de 90% dos adultos falam inglês.

Uma diversidade de escolas internacionais

O recreio faz parte da diversão de ir à escola.Foto: Riitta Supperi/Keksi

Uma escola internacional oferece educação internacional em um ambiente internacional. Elas são encontradas em praticamente todas as grandes e médias cidades finlandesas, desde a Escola Internacional de Turku, no sudoeste, até Etelä-Karjalan IB-Lukio (Karelia do Sul IB, escola de segundo-grau), que opera nas cidades orientais de Imatra e Lappeenranta. Existe até uma escola internacional na Lyseonpuiston IB-Lukio (Escola Secundária Lyseonpuisto IB) em Rovaniemi, a apenas 6 km ao sul do Círculo Polar Ártico.

O inglês é a língua de ensino na maioria das escolas internacionais da Finlândia, mas algumas usam o francês, o alemão, o espanhol ou o russo. Há também escolas que oferecem programas internacionais em finlandês e sueco, ambos idiomas oficiais na Finlândia.

As escolas internacionais na Finlândia seguem uma variedade de currículos internacionais, nacionais ou exclusivos. O International Baccalaureate (IB), um dos mais populares, é oferecido em escolas internacionais privadas, bem como em algumas escolas regulares finlandesas. Existem outras opções também. Por exemplo: a École Areva MLF, em Rauma, segue o currículo francês, enquanto a Deutsche Schule Helsinki oferece um currículo alemão modificado.

Duas escolas em Helsinque oferecem instrução em russo. A Suomalais-venäläinen koulu (Escola Finlandesa-Russa) tem alunos de língua finlandesa e russa, enquanto a Escola Primária e Média Myllypuro oferece um programa bilíngüe de ensino russo e finlandês para crianças de 7 a 16 anos.

Na Escola Finlandesa-Russa da Finlândia Oriental, com sede nas cidades de Imatra, Joensuu e Lappeenranta, a instrução é em finlandês e russo – 25% dos alunos falam russo como sua primeira língua.

Uma educação que serve em qualquer lugar

Escolas internacionais ou programas internacionais em escolas finlandesas existem em praticamente todas as cidades grandes ou médias da Finlândia.
Foto: Riitta Supperi/Keksi

Naglee explica que uma escola internacional pode ser credenciada por uma variedade de instituições. A ISH é supervisionada pelo Ministério da Educação da Finlândia e por outros três organismos de credenciamento.

“Somos credenciados pela International Baccalaureate Organization e pelo Council of International Schools”, diz ela. “A ISH também é credenciada pela Associação de Escolas e Faculdades de New England. Isso nos permite oferecer diplomas de ensino médio no estilo americano. Também é apoiado pelo Departamento de Estado dos EUA e nos dá acesso a mais recursos. ”

Essas certificações ajudam os alunos a obterem uma educação reconhecida que pode ser continuada em outras partes do mundo, inclusive em nível universitário. A Escola Europeia de Helsinque é acreditada pela Instituição Europeia de Escolas apoiadas pela UE, que é reconhecida por todos os estados membros da UE. A Agência para o Ensino de Francês no Exterior credenciou duas escolas na Finlândia, a École Areva MLF em Rauma e a École Française Jules Verne em Helsinque.

Um ambiente reconfortante

Uma escola internacional pode fornecer uma atmosfera estável após a experiência, às vezes complicada, de se mudar para outro país.
Foto: Riitta Supperi/Keksi

Não existe nenhum registro oficial único de escolas internacionais na Finlândia, porque os municípios locais são responsáveis por listar as escolas em sua área. A página oficial de uma cidade é um bom lugar para começar sua pesquisa.

Naglee diz que as cidades finlandesas estão ansiosas para receberem mais escolas internacionais. As cidades querem atrair pessoas de todo o mundo para trabalhar na Finlândia, e ter uma ótima educação para seus filhos pode ser um fator decisivo.

“Nossos alunos são um grupo com alta mobilidade internacional”, diz Naglee. A experiência de se deslocar entre países pode ser desconfortável. “Tentamos criar um ambiente aconchegante e confortável para eles.”

Por David J. Cord, junho de 2019

O que considerar ao buscar por escolas internacionais

  • Currículo
  • Credenciamento
  • Valores
  • Idioma de instrução principal
  • Processo de registro
  • Período de espera
  • Exames de admissão
  • Administradores e professores
  • Instalações
  • Atividades extracurriculares
  • Instalações para pessoas com dificuldades especiais

 

Links