80 anos viabilizando a igualdade para as crianças na Finlândia

O kit maternidade da Finlândia, dado a todas as mães grávidas, tem uma história que remonta a 1938. Analisamos esta inovação social finlandesa, responsável por mudar vidas, e mostramos o que há de novo em sua edição de 80º aniversário.

ler artigo

Todo ano, durante a primavera finlandesa, um sentimento de emoção vem a tona quando a Instituição de Seguro Social da Finlândia (comumente chamada pela abreviação finlandesa Kela) revela os itens de seu mais novo kit maternidade.

A população espera ansiosamente pelo anúncio dos novos itens, de suas cores e desenhos com muito interesse, afinal, o kit maternidade ajuda a determinar o que dezenas de milhares de bebês em todo o país vão usar.

Luca e Eetu, dois meninos em torno de cinco meses de idade no momento da escrita deste artigo, foram os modelos da conferência de imprensa na qual mostrou-se algumas das novas peças do enxoval. Eles não se incomodaram com a atenção recebida.

Valor material, medicinal e educacional

Este vídeo mostra os itens da versão 2017 do kit maternidade, que é atualizado anualmente com base na opinião dos pais e de acordo com tendências de mudança. (Legendas em inglês)
Vídeo: Instituição de Seguro Social da Finlândia (Kela)

Há muito mais no kit maternidade do que simplesmente moda infantil. Todas as novas mães da Finlândia têm o direito a esta caixa que contém roupas de bebê, itens de cuidados e acessórios, dando a cada criança a oportunidade de um bom começo de vida, além de ajudar os pais a aprimorarem seu novo papel. O benefício teve início em 1938, quando o governo introduziu uma bolsa-maternidade com valor monetário, para ajudar na redução da mortalidade infantil e no declínio das taxas de natalidade.

Desde então, para ter direito ao benefício, as mulheres grávidas têm que comparecer às consultas na clínica pré-natal. O valor médico e educacional destas visitas permanece intimamente associado ao conceito do kit maternidade. A Finlândia é um país com uma das taxas de mortalidade infantil e materna mais baixas do mundo.

Hoje você pode escolher entre receber o kit maternidade ou um benefício em dinheiro de 140 euros. Aproximadamente 60 mil famílias recebem o kit ou o dinheiro a cada ano. Noventa e cinco por cento das mães de primeira viagem optam pelo kit maternidade; para os filhos subsequentes, quase um terço das mães optam pelo dinheiro.

Um ideia extremamente útil

Luca veste um dos conjuntinhos do enxoval deste ano, com representações caprichosas de gatinhos laranja, esquilos azuis, cordeiros brancos e alces verdes, sobrepostos a nuvens brancas, junto com calças turquesa sem pés.Foto: Pauliina Pennanen

O Kela modifica e atualiza o kit maternidade anualmente com base nas opiniões dos pais e de acordo com as tendências de mudança. Para a versão de 2018, os novos itens incluíram um par de calças de lã e um par de botinhas de feltro azuis e brancas, decoradas com um “80”, em reconhecimento ao 80º aniversário da tradição do kit maternidade.

Itens padrão incluem um macacão de neve, luvas, vários gorrinhos e um cobertor, que pode ser fechado como um saco de dormir. A seleção de itens de inverno na caixa mostra que os finlandeses se acostumaram a passar tempo ao ar livre desde tenra idade, não importa qual seja a temperatura.

As cores, os padrões dos tecidos e até as ilustrações que cobrem a caixa mudam de ano para ano, mas são projetadas para serem neutras em relação ao gênero. Toda família recebe o mesmo kit. Em 2018, a estampa do saco de dormir contém ovelhas inspiradas no pontilhismo em um fundo azul-esverdeado; em 2017, corujas azuis, rosas e amarelas estavam sobre um fundo cinza; e a versão de 2016 mostrou um padrão azul e verde de ursos, bagas e árvores coníferas.

Além da grande variedade de roupas – nem todas são de inverno – o kit maternidade também contém itens úteis, como tesouras para unhas, a primeira escova de dentes do bebê, uma escova de cabelo e um termômetro de banho. Há também um colchão de espuma no fundo da caixa, de modo que ela pode servir como um berço seguro e limpo para o novo bebê.

A ênfase na sustentabilidade ambiental cresce ultimamente, em grande parte graças as opiniões dos pais, por exemplo: em 2009, o Kela parou de incluir fraldas descartáveis, que levam centenas de anos para se decompor e contêm substâncias químicas nocivas ao ambiente.

Mais conhecimento

Ser modelo é um trabalho árduo: Eetu adormeceu nos braços de sua mãe antes que ele pudesse mostrar ativamente a amplitude de movimento que o macacão de algodão “jeans”, incluído no novo pacote de maternidade da Finlândia, proporciona.Foto: Pauliina Pennanen

O Kela frequentemente atende a consultas feitas por outros países que consideram a introdução de programas semelhantes. A Escócia, a Argentina e o estado norte-americano de Nova Jersey estão experimentando seus próprios kits maternidade. O Kela fornece informações básicas sobre o seu próprio programa, mas não faz recomendações específicas sobre o conteúdo das caixas, uma vez que fatores climáticos e culturais locais afetam as escolhas do que incluir.

Há outros governos que introduziram kits maternidade com prioridades semelhantes as do programa finlandês. O ponto principal é dar a todas as crianças um começo de vida igualitário, projetando o kit de acordo com estas necessidades.

Os futuros pais receberão um benefício material, mas também ganharão um conhecimento crítico ao entrar em contato com os profissionais de saúde em um momento em que há muito o que aprender. Quando somos capazes de ter um olhar fora da caixa sobre esta ideia, vemos que isso representa um benefício para toda a sociedade.

Por Pauliina Pennanen e a equipe do ThisisFINLAND, março de 2018

Veja também no thisisFINLAND

Links