Astros do heavy metal finlandês revelam seu lado natalino

Reunir-se com amigos e familiares durante a época de Natal é sempre algo especial, e músicos de heavy metal não são exceção – mesmo que, no palco, eles pareçam ser bad boys e bad girls durante o ano todo.

ler artigo

Na verdade, o heavy metal finlandês encontra inspiração nas festividades de Natal há muitos anos e de várias maneiras.

Quando você deixa de lado os personagens “malvados” que existem por trás de cada um dos músicos e pede para que reflitam sobre a temporada de boa vontade, eles admitem alegremente o quanto a adoram.

Tarja Turunen: humor metálico com matizes suaves

Quando você está na estrada com a frequência de Tarja Turunen, o melhor presente de Natal possível é passar algum tempo em casa.Foto: Eugenio Mazzinghi

“Para mim, o verdadeiro ambiente de Natal vem com a neve e a tranquilidade que você tem na Finlândia”, diz Tarja Turunen, cantora, compositora e ex-vocalista da banda de metal sinfônico Nightwish. “Fogos de artifício e coisas assim não combinam com meu clima de Natal.”

No entanto, o Natal de Turunen também tem matiz metálica, porque ela faz parte da banda Raskasta Joulua (Natal Heavy). Um supergrupo com membros regulares e ocasionais que criam versões pesadas de canções de Natal finlandesas conhecidas.

No entanto, quando se trata de música de Natal em casa Turunen prefere as canções tradicionais. “Eu gosto de músicas clássicas de Natal, também de obras orquestrais, porque você pode relaxar verdadeiramente enquanto elas tocam ao fundo. Minha canção de Natal finlandesa favorita é “Varpunen Jouluaamuna” (Pardal na manhã de Natal) e “I Love Walking in the Air” do desenho Boneco de Neve, uma criação britânica que também se tornou popular na Finlândia. ”

Quando você está em turnê quase até o grande dia da chegada do Papai Noel, como é o caso de Turunen com Raskasta Joulua, o melhor presente de Natal possível é passar o tempo em casa. Ela diz que adora preparar comidas tradicionais junto com sua filha.

Noora Louhimo: Flocos de neve acalmam o sofrimento

Noora Louhimo (à frente) canta sobre o sofrimento, a morte e o inferno com o Battle Beast, mas aprecia tanto o pacifismo da temporada de Natal que começa a decorar em novembro, para ter a sensação de que dura mais tempo.Foto: Battle Beast

Para Noora Louhimo, vocalista da banda de heavy metal Battle Beast, quanto mais cedo a temporada festiva começar, melhor. “Eu começo a decorar em novembro, porque dessa forma eu posso fazer o Natal durar mais”, diz ela.

À antítese do que Papai Noel simboliza, o Battle Beast lançou quatro álbuns desde 2005. Mas a turnê mundial e a carga pesada de trabalho transformaram a imponente vocalista numa pessoa tranquila e caseira durante o Natal: “Agora mais do que nunca eu só quero estar com meus entes queridos durante o Natal. Meu trabalho é tão agitado, que eu gosto de manter este período simples e minimalista. Eu só quero é ficar em casa.

Cantar sobre sofrimento, a morte e o inferno durante a maior parte do ano causa impacto em qualquer um, então não é nenhuma surpresa que Louhimo use a época festiva para desestressar e recarregar suas baterias. “Também gosto de andar na natureza, mas não é a mesma coisa se não houver neve no Natal”.

Vamos torcer para que haja neve para dar a esta cantora de metal o que ela deseja.

Timo Kotipelto: memórias de biscoitos de gengibre

Timo Kotipelto (centro), aqui com os outros membros da banda de power metal Stratovarius, visita familiares e amigos durante a época do Natal para apreciar comida tradicional, aproveitar o tempo e jogar jogos de tabuleiro.Foto: Stratovarius

Comida tradicional, tempo bem aproveitado e jogos de tabuleiro resumem o Natal de Timo Kotipelto. O vocalista da banda de power metal Stratovarius geralmente visita seus pais no Natal, junto com os outros membros da família. “Nós não compramos presentes uns para os outros, exceto para as crianças”, diz Kotipelto. “Eu tento ajudar com os preparativos ou faço as pessoas rirem com meu senso de humor bobo.”

Stratovarius é uma das bandas de metal mais antigas da Finlândia e uma das mais influentes do gênero power metal, com 15 álbuns de estúdio e 5 álbuns ao vivo lançados. Kotipelto escreveu várias canções do Stratovarius em sua cidade natal, Lappajärvi, no centro-oeste da Finlândia. O lugar traz boas lembranças. “Quando eu era mais jovem, fiz uma casa de biscoito de gengibre com meu irmão”, diz ele. “Pelo que me lembro, não foi das casas mais bonitas, mas ficou gostosa!”

Jyrki Linnankivi: Natal assombrado

Jyrki Linnankivi, mais conhecido como Jyrki69, é vocalista da banda de metal gótico The 69 Eyes. Achamos que ele é o único vestido de vermelho nesta foto da banda.Foto: Ville Juurikkala

 

Mais conhecido como Jyrki69, Jyrki Linnankivi é o vocalista da banda finlandesa de metal gótico The 69 Eyes. Ele tem memórias bem únicas de biscoitos de gengibre.

“Uma vez nossa banda participou de competição de casas de biscoito de gengibre”, diz Linnankivi. “Fizemos uma casa assombrada com morcegos.” Ele diz que adora ouvir canções natalinas na sauna. Os membros do The 69 Eyes tocam juntos desde o verão de 1989, e no momento da escrita deste artigo estão trabalhando em seu 12º álbum.

Por Carina Chela, dezembro de 2018

Timo Rautiainen senta-se com Frigg

Timo Rautiainen, da banda de heavy metal Trio Niskalaukaus (à direita), e Johanna Försti (à esquerda) são os convidadas em um álbum de Natal da fabulosa banda finlandesa de violinos Frigg.Foto: Antti Vuorenmaa

Como se não bastasse, uma das gravações mais recentes de um astro do heavy metal cantando músicas de Natal é encontrada em um álbum do Frigg, um grupo finlandês mundialmente famoso de violinistas folk. Tendo seu nome inspirado em uma deusa nórdica, a banda está lançando um álbum de músicas sazonais apropriadamente intitulado de Joululaulut (Canções de Natal).

Timo Rautiainen, que ganhou fama na cena heavy metal com a banda Trio Niskalaukaus, é um dos cantores convidados do disco. “Eu faço algumas músicas folk também e sou um grande fã do Frigg”, diz Rautiainen no comunicado de imprensa de Joululaulut, “por isso é uma honra participar desse projeto. O álbum é uma mistura intrigante de moderno e antigo, tudo executado de uma maneira incomum”.

– Box de texto por Peter Marten, dezembro de 2018

 

Veja também no thisisFINLAND

Links