O festival de cores no outono da Lapônia finlandesa

As cores do outono chegam cedo na Lapônia, no extremo norte da Finlândia.

ler artigo

As primeiras geadas nas colinas que cercam Saana, a segunda montanha mais alta da Finlândia, a 1.029 metros de altura, muitas vezes chegam logo no final de agosto ou início de setembro.

As mudanças nas cores dos arbustos e na folhagem das árvores aceleram à medida que as noites ficam mais frias, especialmente nas colinas mais elevadas em torno de Kilpisjärvi, a noroeste, onde Saana está localizada.

Em finlandês há um nome para esse fenômeno: ruska, e ocorre quando as colinas e as florestas exibem vívidos tons de vermelhos, laranjas e amarelos, como um protesto contra o inverno iminente. Essa temporada curta e adorável, embora nem sempre previsível, dura pouco mais de duas semanas em toda a região, e os amantes das caminhadas reúnem-se nas pousadas e chalés da Lapônia, com o intuito de realizar longos passeios diurnos ou trilhas.

Os dias são frios e geralmente claros e calmos – clima perfeito para caminhadas – e há o bônus de encontrar cogumelos suculentos e os últimos mirtilos e bagas em geral. A tradição finlandesa do “direito de todas as pessoas”, significa que você pode colher e carregar todos os tesouros comestíveis que encontrar ao ar livre.

E para tornar este show de cores da flora ainda mais emocionante, há grandes chances do dia terminar com um pôr do sol de cair o queixo, seguido por uma aparição da aurora boreal.

Deleite-se com o show de cores das colinas do norte da Finlândia

 

Por Tim Bird, Setembro de 2019