Esquiadores finlandeses no fluxo de neve

Tradição finlandesa de esqui cross country permanece dinâmica, desde esquiadores urbanos até atrativas corridas anuais.

ler artigo

A Finlândia não é apenas a terra de 188 mil lagos, mas a cada inverno, milhares de quilômetros de pistas de esqui permeiam o país de ponta a ponta. A ancestral tradição do esqui cross country permanece dinâmica, em parte pelos jovens cidadãos que cada dia mais se voltam ao esporte por causa de sua conveniência e baixo limite orçamentário.

A modalidade de esqui cross country foi inventada na Escandinávia e pode ter sido originada há 5.000 anos, de acordo com a Federação Internacional de Esqui. O esporte proporciona excelente exercício físico e oferece incontáveis paisagens de natureza virgem, exatamente como é referido em todos os guias sobre a Finlândia.

4229-jaalla_hiihtaja_550px-jpg

O sol se põe lentamente enquanto um esquiador se desloca por água congelada com os edifícios da cidade no plano de fundo.Foto: Antti Aimo-Koivisto/Lehtikuva

Os esquis costumavam ser feitos de madeira maciça e pesavam mais, a qual deu lugar depois para diversos materiais sintéticos que ganharam popularidade nos anos 1970. A técnica de esquiar também desenvolveu-se. O esquiador finlandês Pauli Siitonen, que venceu a corrida de longa distância de Vasaloppet em 1973, é considerado como um dos pioneiros originais de um estilo tipo “patinação”, no qual o esquiador saiu das pistas preparadas por máquinas na neve e é impulsionado em um ângulo de declive, em vez de continuar mantendo ambos os esquis em sulcos paralelos.

O americano Bill Koch popularizou o estilo quando venceu a o Campeonato Mundial da temporada de 1982. A chegada da nova técnica gerou furor no mundo do esqui, mas logo foi reconhecido como o meio não motorizado mais rápido para humanos se autopropelir pela da neve.

Para os esquiadores profissionais, essa mudança de estilo demandou um conjunto de equipamentos, bem como uma considerável curva de aprendizado. A postura de patinação significa que seus esquis angulam na direção externa em formato de “V”, com seus braços trabalhando paralelamente em conjunto para ajudar a impulsionar você. Muitos dos esquiadores acham esse um método simples para começar, especialmente em um país como a Finlândia, no qual a patinação no gelo também é popular.

Esquiadores urbanos

Com o crescimento das áreas urbanas aparentemente inalterado mesmo com o recuo econômico, a população de finlandeses e a migração de estrangeiros na área da capital é bem significante. Para os jovens habitantes da cidade, o esqui cross country oferece uma solução barata para atividades ao ar livre durante o inverno.

4229-sporttihiihtaja_316px-jpg

Pode-se argumentar que esse esquiador lembra algum tipo de inseto – mas quando você experimentar o esqui cross country atravessando a paisagem de inverno da Finlândia, você não se arrependerá.Foto: Visit Finland

O estudante da Universidade de Helsinque, Antony Starr, foi criado em uma família em que todos esquiavam, e agora ele vê uma boa atividade de inverno substituta para a corrida. “Helsinque é um excelente lugar para esquiar”, diz ele. “Existem três ou quatro opções próximas ao local onde moro, no bairro de Viikki [nos subúrbios da cidade]. Eu tento percorrer de 10 a 12 quilômetros quando saio, mas isso depende tanto do clima quanto do meu calendário.”

“Dez graus Celsius negativos [14 graus Fahrenheit] é o meu limite – apesar de que quando me aqueço, até essa temperatura já não fica tão fria.”

Finlandia Ski, o mais prestigiado evento de esqui com participação em massa do país atraiu cerca de 5.200 esquiadores em 2014. A corrida tem uma longa história como uma competição no calendário dos esquiadores profissionais. Realizado na cidade Lahti, situada no sul da Finlândia, esse evento é parte integrante do circuito internacional de corrida de esqui em longa distância e conta com centenas de participantes estrangeiros. A maioria dos competidores esquia patinando seu caminho ao longo da rota de 50 quilômetros do Finlandia Ski.

Uma vez dominada, a técnica de patinação proporciona a um esquiador modestamente saudável um meio de viajar entre 10 a 12 quilômetros por hora durante períodos intensos, enquanto que os profissionais, como é de se esperar, são um pouco mais rápidos. Os vencedores do Finlandia Ski terminam o percurso em aproximadamente duas horas e 20 minutos. Atualmente, é via de regra para os tradicionalistas em suas pistas serem superados pelos jovens corpos atléticos envoltos em apertadas roupas de esqui feitas sob medida, cortando de um lado a outro do terreno.

Eles não ligam que seus protuberantes óculos e longas e frenéticas varas nos façam lembrar de um aracnídeo de alta tecnologia. Eles estão fluindo com a neve.

Por Anthony Shaw, Fevereiro de 2013, atualizado 2015

Veja também no thisisFINLAND

Links