A Finlândia na elite global do ensino

A Times Higher Education nomeia 7 universidades finlandesas por sua excelência global. Visitamos a mais nova da lista.

ler artigo

A Times Higher Education apontou sete universidades finlandesas como referências mundiais de excelência educacional. Nossa reportagem visitou a Universidade de Tecnologia de Lappeenranta que, juntamente com a Universidade de Helsinque e a Universidade de Aalto, compõe a lista das 300 melhores do mundo.

Em seu ranking mundial de universidades de 2014 a 2015, a Times Higher Education (THE) , avaliou universidades de alto nível com base em uma ampla gama de indicadores de desempenho que refletem qualidade de ensino, pesquisa, financiamento e perspectiva internacional.

Muitos não esperavam ver a Universidade de Tecnologia de Lappeenranta (ou LUT, proveniente de Lappeenranta University of Technology, em inglês) entre as mais bem classificadas no mundo, no grupo que abrange as colocações de 276 a 300 entre as 17.000 universidades do mundo. A LUT é uma universidade de pequeno porte com apenas 4.800 alunos, localizada na cidade de Lappeenranta (com população de 72.000 habitantes), na Finlândia Oriental.

“Foi uma ótima surpresa ver que estávamos entre as 300 melhores justo na primeira vez em que fomos avaliadas pela THE”, comemora a reitora Anneli Pauli. “Consideramos este resultado merecido, fruto de nossa decisão de nos empenharmos em áreas estratégicas e dos nossos êxitos na ampliação da nossa colaboração com a indústria, combinando com eficiência a excelência científica com a relevância industrial e social presentes na nossa metodologia de pesquisa e ensino.”

Pensando no meio-ambiente

A LUT tem como foco as tecnologias sustentáveis. Apresentamos aqui um dos paineis solares em seu campus.

A LUT tem como foco as tecnologias sustentáveis. Apresentamos aqui um dos paineis solares em seu campus.Foto: Teemu Leinonen/LUT

A LUT tem como foco tecnologias sustentáveis projetadas para superar desafios ambientais como o aquecimento global e a disponibilidade de água limpa e energia para a população mundial. “Estudamos os aspectos técnicos e comerciais dos sistemas de energia como um todo, desde fontes de energia renovável até formas de criação de uma bioeconomia circular até temas como a segurança nuclear e eficiência energética em engenharia mecânica”, alega Pauli.

A especialização da LUT em energia é claramente refletida no premiadíssimo Campus Verde da universidade, repleto de inovações como os paineis solares de baixa manutenção projetados exclusivamente para o instituto. “Estamos tentando praticar o que pregamos, e nosso Campus Verde funciona como facilitador de teste e demonstração em maior escala de nossas inovações em prol do meio-ambiente, um passo importantíssimo desde a concepção em laboratório até a comercialização”, declara Pauli.

Ela destaca que a cooperação entre diferentes disciplinas acadêmicas dentro da universidade e a parceria com a indústria e outras universidades na Finlândia e no exterior também auxiliam na constituição de elementos chave do ethos e do sucesso da LUT.

A Rússia como especialidade

“Foi uma ótima surpresa ver que estávamos entre as 300 melhores justo na primeira vez em que fomos avaliadas pela THE”, comemora a reitora Anneli Pauli.

“Foi uma ótima surpresa ver que estávamos entre as 300 melhores justo na primeira vez em que fomos avaliadas pela THE”, comemora a reitora Anneli Pauli.Foto: Teemu Leinonen/LUT

Os rankings da THE deram uma ótima avaliação para a LUT em particular pela sua colaboração com a indústria, além das altas pontuações nas categorias de citações e perspectiva internacional.

Um terço dos alunos da LUT vem de fora da Finlândia, sendo que a maioria é proveniente da Rússia. Portanto, a LUT também se estabeleceu propositadamente como um núcleo de relações acadêmicas e negócios exclusivo com o país.

“Temos conhecimentos riquíssimos de economia e oportunidades comerciais na Rússia”, comemora Pauli, “além de uma estreita parceria com institutos russos de elite, incluindo a Universidade Técnica de São Petersburgo, que fica a apenas uma hora e meia de distância (de Lappeenranta) de trem.”

Os sete magníficos institutos finlandeses    				Foto: Jussi Jäppinen/Jyväskylä University 			 				 			 				A Universidade de Jyväskylä faz parte das 400 melhores do ranking da THE. 		 		 			A Universidade de Helsinque é o maior e melhor avaliado instituto de educação superior da Finlândia, ocupando a 103ª posição no ranking global da THE, em com destaque para a alta pontuação por citações. A Universidade de Aalto, também sediada em Helsinque, está classificada no grupo que vai de 251 a 275. Uma das universidades mais novas do mundo, a Aalto rapidamente conquistou reconhecimento mundial desde sua criação em 2010, resultado da fusão da Escola de Economia de Helsinque, da Universidade de Tecnologia de Helsinque e da Universidade de Arte e Design de Helsinque. 		 			Em 2014 o programa de MBA Executivo da Universidade de Aalto se destacou no ranking anual do Financial Times, ocupando a 83ª posição no âmbito global e alcançando o topo na região nórdica. O programa de EMBA da Universidade de Aalto também é ministrado em universidades de Singapura, Polônia, Coreia do Sul, Taiwan, China, Indonésia e Irã. 		 			As quatro universidades de Helsinque, unidas às universidades Metropolia e Haaga-Helia de ciências aplicadas, têm mais de 80.000 estudantes matriculados. Isso torna a capital da Finlândia um pólo estudantil repleto de jovens, além de um grande núcleo europeu de educação superior. 		 			As universidades de Tampere, Jyväskylä, Turku e da Finlândia Oriental também estiveram entre os 400 melhores institutos de ensino superior do ranking global da THE.

A Universidade de Jyväskylä faz parte das 400 melhores do ranking da THE.Foto: Jussi Jäppinen/Jyväskylä University

Os sete magníficos institutos finlandeses

A Universidade de Helsinque é o maior e melhor avaliado instituto de educação superior da Finlândia, ocupando a 103ª posição no ranking global da THE, em com destaque para a alta pontuação por citações. A Universidade de Aalto, também sediada em Helsinque, está classificada no grupo que vai de 251 a 275. Uma das universidades mais novas do mundo, a Aalto rapidamente conquistou reconhecimento mundial desde sua criação em 2010, resultado da fusão da Escola de Economia de Helsinque, da Universidade de Tecnologia de Helsinque e da Universidade de Arte e Design de Helsinque.

Em 2014 o programa de MBA Executivo da Universidade de Aalto se destacou no ranking anual do Financial Times, ocupando a 83ª posição no âmbito global e alcançando o topo na região nórdica. O programa de EMBA da Universidade de Aalto também é ministrado em universidades de Singapura, Polônia, Coreia do Sul, Taiwan, China, Indonésia e Irã.

As quatro universidades de Helsinque, unidas às universidades Metropolia e Haaga-Helia de ciências aplicadas, têm mais de 80.000 estudantes matriculados. Isso torna a capital da Finlândia um pólo estudantil repleto de jovens, além de um grande núcleo europeu de educação superior.

As universidades de Tampere, Jyväskylä, Turku e da Finlândia Oriental também estiveram entre os 400 melhores institutos de ensino superior do ranking global da THE.

Por Fran Weaver, janeiro de 2015

Links