Cães, percevejos e jogos: o Maria 01 de Helsinque abriga mais de 100 startups

O Maria 01, um antigo hospital recentemente readaptado como centro de startups, ainda está em fase de crescimento. Fomos conhecer três empresas: uma cria jogos on-line especificamente para mulheres, outra cria um aplicativo que treina filhotes e uma terceira tira os percevejos do caminho.

ler artigo

O Hospital Maria, o mais antigo de Helsinque, remonta a 1886. Depois de fechado em 2014, o local passou por reformas e se tornou o Maria 01, um centro para startups.

Agora eles estão expandindo o campus, tornando-o um dos maiores centros de startups da Europa.

O grupo sem fins lucrativos abriga startups, investidores e aceleradores de negócios. Atualmente, há mais de 100 empresas jovens em residência, mas isso deve aumentar para mais de 650 quando a expansão estiver concluída em 2023. Apresentamos neste artigo três que já estão por lá no momento.

Um público-alvo específico

No primeiro jogo da startup Polka Dot, o Trendy Stylist (estilista de moda, em tradução livre para o português), os jogadores criam looks e atraem seguidores, combinando aspectos da moda e das mídias sociais.
Foto: Polka Dot Studio

Olesja Marjalaakso não pôde deixar de notar algo durante sua carreira na indústria de jogos.

“Os estúdios de jogos estão cheios de homens que fazem jogos para homens”, diz ela. “Eu queria fazer jogos para mulheres.”

O Polka Dot Studio teve uma boa ideia e atraiu investidores impressionantes, como o veterano do Angry Birds Peter Vesterbacka. O primeiro jogo da Polka Dot, o Trendy Stylist (que em tradução livre para o português significa estilista de moda), combina moda e mídia social. Os jogadores criam looks e atraem seguidores, assim como influenciadores.

O próximo jogo, Idle Kitty, é um jogo de clicar no qual os jogadores se concentram na criação de fluxos de receita virtuais. O jogador dirige uma boutique e tenta conquistar clientes, que são animais.

“Temos jogadores em todo o mundo, mas nossos maiores mercados são os EUA e a Rússia”, diz Marjalaakso. “Nosso objetivo é criar novas e únicas experiências de jogo para mulheres.”

Comandos caninos

“É sobre como os cães aprendem e como eles o veem, incluindo sua linguagem corporal”, diz Noora Keskievari, CEO da OneMindDogs.
Foto: OneMindDogs

Janita Leinonen, uma das co-fundadoras da OneMind Dogs, tinha um cão campeão de agilidade que ficou surdo. Leinonen precisava aposentar seu border collie Tekla ou desenvolver uma nova maneira de se comunicar com ele. Ela escolheu a segunda opção, e seu novo método funcionou tão bem que ela decidiu usá-lo com outros cães.

“Nossa filosofia de treinamento começa do ponto de vista do cão”, diz Noora Keskievari, CEO da OneMind Dogs. “É sobre como os cães aprendem e como eles o veem, incluindo sua linguagem corporal. Um erro comum é o treinamento canino do ponto de vista humano. Isso não é lógico para os cães, por isso não funciona bem, as pessoas desistem de treinar e os cães têm problemas de comportamento”.

A OneMind Dogs oferece treinamento de agilidade para cães e treinamento de filhotes através de um serviço on-line. Cerca de 70% de seus clientes vêm da América do Norte, mas a empresa está feliz em ter o Maria 01 em Helsinque como base.

“Estamos no Maria 01 desde a nossa fundação”, diz Keskievari. “Maria desenvolveu um ótimo formato para startups e tenho orgulho do que a cidade de Helsinque e Maria realizaram. Já visitei muitos lugares semelhantes em todo o mundo e Maria está entre os principais. A propósito, se você estiver no bairro, experimente o restaurante. É super bom!

Não deixe que os percevejos sequer pensem em te morder

Correto: Esta não é uma imagem de um percevejo. Ninguém quer ver um percevejo, nem mesmo em uma foto. O sinal de coração enquadra outro cão fofo e bem-comportado posando para o OneMindDogs.
Foto: OneMindDogs

Martim Gois estava em uma viagem única pelo sudeste da Ásia – até cruzar caminhos com alguns percevejos em um hotel indonésio.

“Essa experiência me deixou frustrado com o controle de pragas”, diz ele. “Quando os funcionários do hotel encontram percevejos, já é tarde demais. A maneira tradicional de tratar os percevejos são os pesticidas, mas os insetos desenvolvem resistência. Estas são medidas reativas e eu queria algo preventivo.”

Ele co-fundou a Valpas Hotels e projetou uma solução: pés de cama que contêm uma armadilha ecológica para percevejos. Os hotéis substituem os pés de suas camas pelo dispositivo Valpas.

Quando um percevejo cai na armadilha, a tecnologia sem fio notifica a equipe do hotel. A idéia é lidar imediatamente com a primeira aparição dos percevejos e impedir a proliferação.

Valpas é uma palavra finlandesa que significa “vigilante” ou “alerta”. “Estamos agora em mais de 40 hotéis em 11 cidades europeias”, diz Gois. “Queremos fornecer valor real aos viajantes e manter os hotéis e seus hóspedes em segurança. Nosso objetivo é deixar as pessoas e os lugares melhores do que os encontramos.”

Por David J. Cord, novembro de 2019

Links