Celebrando o “dia do nome” finlandês

Além do dia do aniverário os finlandeses também celebram o “dia do nome”, uma tradição que remonta aos tempos medievais.

ler artigo

Na Finlândia, além do dia do aniversário, comemora-se também o “dia do nome”. A tradição de atribuir nomes a datas específicas remonta aos tempos medievais.

Os finlandeses são conhecidos por sua eficiência e capacidade de organização, por isso, não se surpreenda ao descobrir que, anualmente, publica-se no país uma tiragem de cerca de 14 milhões de calendários que marcam os dias dos nomes finlandeses. A cada dia do ano atribui-se um nome ou conjunto de nomes no calendário. Esta é uma prática tradicional presente nas mais profundas raízes da cultura finlandesa.

“Ao observar o nome ou os nomes de cada dia no calendário finlandês, você pode conhecer um pouco da história da Finlândia”, explica Minna Saarelma-Paukkala, diretora do Almanac Office da Universidade de Helsinque, responsável pela coordenação dos nomes atribuídos a cada dia.

“Esta é uma tradição que remonta à Idade Média. Alguns dos nomes no calendário, como Väiniö, por exemplo, vêm da era pré-cristã. Depois temos os nomes católicos, os nomes suecos, alguns nomes russos e, a partir do momento de nosso despertar nacional, os nomes finlandeses. Também são adicionados ao calendário os nomes mais recentes relacionados às influências internacionais.”

Conferindo o calendário

Nos dia hoje normalmente comemora-se o “dia do nome” com bolos e tortas. Na foto, um bolo temático em forma de bola de futebol feito para Ronja.

Nos dia hoje normalmente comemora-se o “dia do nome” com bolos e tortas. Na foto, um bolo temático em forma de bola de futebol feito para Ronja.Foto: Sabrina Salzano

A importância dada à celebração dos nomes do dia mudou ao longo dos séculos, assim como as várias tradições associadas à ela. Por exemplo: os finlandeses não colocam mais a “árvore do dia do nome” sobre a mesa esperando que alguém coloque presentes sob ela, tão pouco continuam a colocar um mastro decorado no quintal, no entanto, a tradição ainda possui um significado especial para muitas pessoas.

“Hoje em dia, a maioria das comemorações é feita apenas com café e bolo.”, diz Saarelma-Paukkala. “Isso é legal porque algumas pessoas não gostam de comemorar seus aniversários. Para alguns, envelhecer nem sempre é divertido. Mas estas pessoas sempre têm a opção de comemorar o dia de seu nome.”

O calendário finlandês com os nomes de cada dia atualmente contém 834 nomes; a lista é atualizada a cada cinco anos. O principal critério para a inclusão de novos nomes é a quantidade – pelo menos 500 crianças devem ter o mesmo nome.

A lista de 2015 contérá uma série de novos nomes. Nenhum dos nomes antigos será removido do calendário. Saarelma-Paukkala explica que, devido às flutuações na popularidade dos nomes, ao longo dos anos muitos deles acabam por virar moda outra vez. Além disso, alguns nomes comuns como Matti, Juhani, Anna e Maria, continuam a ser muito populares.

Um “dia do nome” para todos

Com esses suportes para toalhas, todos os que possuem um nome finlandês podem sentir-se como verdadeiras estrelas.

Com esses suportes para toalhas, todos os que possuem um nome finlandês podem sentir-se como verdadeiras estrelas.Foto: Sabrina Salzano

É comum que alguns finlandeses tenham até três nomes, além do sobrenome. Dentre eles, Emma e Onni (o segundo significa “felicidade”) estiveram no topo da lista de primeiros-nomes dados à crianças nascidas no ano de 2013.

Enquanto isso, os nomes mais populares entre os finlandeses de língua sueca naquele mesmo ano foram Ellen e Emil. (A Finlândia é um país oficialmente bilingue e cerca de 5,5% da população tem o sueco como língua materna). Os chamados finlandeses-suecos também possuem seu próprio calendário de nomes, com vistas a celebrar os dias de nomes de origem sueca.

“Cinquenta finlandeses falantes de língua sueca devem ser registrados com o mesmo nome para que este seja adicionado ao calendário”, explica Leila Mattfolk, responsável pelo calendário de nomes suecos. “Essas pessoas têm de ter nascido a partir de 1965 e a mesma regra se aplica à população falante de língua finlandesa.”

O povo Sami, formado pelos nativos da Finlândia, também tem seu próprio calendário de nomes. Tendo em vista que 1% da população finlandesa é cristã ortodoxa, há também um calendário de nomes ortodoxos, que reconhece os dias de santos desta religião.

As comemorações não param por aí: “Nós finlandeses também temos dias especiais para celebrar os nomes de nossos cães e gatos”, diz Mattfolk. “Você pode comprar o calendário em lojas que vendem utensílios para animais de estimação. Há caledários para nomes de cavalos também.””

Sem nome por dois meses

Você sabia que crianças finlandesas costumam passar os dois primeiros meses de vida sem um nome oficial? Os pais têm dois meses para registrar seus filhos no Sistema de Informação Populacional. Por isso, muitos optam por esperar até bem depois do nascimento para escolher o nome ideal do novo membro da família. Minna Saarelma-Paukkala do Almanac Office da Universidade de Helsinque, salienta que esta tradição pode ter a ver com épocas remotas quando as pessoas viviam em vilarejos isolados em florestas e, por isso, necessitavam de tempo para viajar para a cidade onde a criança seria batizada.

Por James O’Sullivan, junho de 2014

Veja também no thisisFINLAND