Crowdfunding c/ sensibilidade finlandesa

Conforme a popularidade do crowdfunding deslancha pelo mundo, os finlandeses têm sua própria cosmovisão inovadora disso.

ler artigo

À medida que o crowdfunding, ou financiamento coletivo, deslancha ao redor do globo, os finlandeses estão trazendo sua própria, original e inovadora cosmovisão para o assunto.

24 horas após anunciarem seus planos de negócios, os criadores da Mesenaatti.me já tinham 1.700 “curtir” no Facebook. Naquela primeira noite, 40 pessoas os contataram formalmente, perguntando se podiam se tornar clientes. Se queriam uma indicação do apetite do público para uma plataforma de crowdfunding na Finlândia, eles já receberam boas notícias.

“Todos nós achamos que a reação foi ótima”, diz Pauliina Seppälä da Mesenaatti.me. “Nós já esperávamos isso, porque o conceito é maravilhoso e libertador.”

Crowdfunding se refere ao esforço coletivo de indivíduos que investem seu dinheiro para apoiar projetos ou indivíduos. O financiamento coletivo é usado para uma ampla variedade de finalidades, e tem ajudado a financiar artistas, cientistas, instituições de caridade e pequenas empresas. Aqueles que financiam uma campanha são recompensados por meio de prêmios que são exclusivos para tal projeto.

Apesar de que o crowdfunding pode ser utilizado para praticamente qualquer propósito de levantamento de fundos, ele é geralmente aplicado em projetos com ideais altruístas. Os fundadores da Mesenaatti.me chamaram explicitamente a atenção para isso.

“Queremos ter certeza de que estamos beneficiando a cultura, sociedade e economia da Finlândia” explica Seppälä. “Não realizamos projetos que não acrescentem de alguma forma o bem comum, como uma nova inovação ou trabalho artístico.”

Abertura conquista as pessoas

2401-crowdfunding_lk_kimmo-mantyla_550px-jpg

Pauliina Seppälä (à direita) da plataforma de crowdfunding Mesenaatti.me, junto com os colegas Marko Tanninen (ao centro) e Tanja Jänicke, afirma que seus projetos agregam ao bem comum. Foto: Kimmo Mäntylä/Lehtikuva

Um dos projetos piloto na Mesenaatti.me foi Huili, a primeira revista de estilo de vida ecológico na Finlândia. A jovem revista estava tendo dificuldades em levantar fundos pelos meios tradicionais, então ela se voltou para o crowdfunding.

“Estou muito contente!” diz o editor da Huili, Riikka Suominen. “Recebemos mais de 8.500 Euros, o que viabilizou a publicação de nossa próxima tiragem.”

Suominen afirma que a abertura foi a chave para sua campanha bem sucedida. Eles claramente declararam a quantia de dinheiro que precisavam para publicar sua próxima edição e exatamente como os fundos seriam usados. Ela também elaborou uma proposta de valor lúcida, de modo que os financiadores pudessem saber precisamente o que obteriam como retorno.

“Estou otimista que o crowdfunding aumentará a diversidade em projetos de arte, jornalismo de alta qualidade e empresas locais”, diz Suominen. “Parece que as pessoas estão interessadas em investir pequenas quantias para fomentar projetos que caso contrário teriam dificuldades em encontrar investidores.”

Pilares da comunidade de crowdfunding

2401-crowdfunding_visit-finland_550px-jpg

A plataforma orientada à comunidade Brickstarter permite às pessoas interagir com oficiais em projetos de crowdfunding, como novos parques de skate ou jardins comunitários. Foto: Elina Sirparanta/Visit Finland

Seppälä chama atenção para o fato de que o conceito de crowdfunding é similar ao sistema social finlandês.

“Nossos sistema social já financia cultura, projetos sociais e também inovação, portanto isso já é um tipo de sistema de crowdfunding, no qual as pessoas investem em conjunto para financiar coisas importantes”, diz ela.

De fato, algumas organizações estão pegando essa ideia e indo além, desenvolvendo plataformas semelhantes a serem explicitamente empregadas para projetos públicos. O Fundo de Inovação Finlandês, Sitra, tem trabalhado em um sistema que disponibilizarão ao público abrindo o código-fonte de seus direitos de propriedade intelectual.

“Brickstarter é uma provocação, visando demonstrar ao governo local que o engajamento efetivo do cidadão por meio de plataformas digitais é bem plausível – e existe uma enorme demanda”, afirma Bryan Boyer do Sitra. “Isso poderia permitir às pessoas articularem e progredirem ideias sustentáveis sobre sua comunidade. Brickstarter consiste em uma plataforma que visa transformar possibilidades em propostas para projetos.”

Brickstarter é um nome similar ao site de crowdfunding americano denominado Kickstarter, mas seu nome implica que seria mais sobre construir projetos direcionados às comunidades. As pessoas na vizinhança podem fazer uma petição a sua cidade para um parque de skate. Outras talvez queiram transformar um terreno baldio em um jardim comunitário. Nesse sentido, isso poderia ser uma plataforma híbrida inovadora: ideias de crowdsourcing (modelo de produção que faz uso de conhecimento coletivo e voluntário), interagindo com agentes da cidade e projetos de crowdfunding.

A primeira aplicação do método Brickstarter ocorrerá na cidade de Kotka, a qual contará com parceria da Oxford Research para implantação. Os primeiros dois projetos são a construção de um parque eólico e a restauração de uma antiga zona portuária. Quanto a esse último, a cidade está pedindo ideias e propostas do público para projetos voluntários.

“O que foi realmente bom de divulgar é o compromisso e entusiasmo dos maiores administradores da cidade”, diz Jouni Eho da Oxford Research. “Será interessante ver a avaliação dos cidadãos quando o prefeito incentiva os cidadãos em um vídeo do Youtube sobre a participação no processo estratégico da cidade.”

Por David J. Cord, setembro de 2013

Veja também no thisisFINLAND

Links