Novo Centro Musical recebe elogios entusiásticos

Helsinque tem aguardado uma verdadeira sala de concertos desde a época do compositor Jean Sibelius.

ler artigo

O novo Centro Musical de Helsinque, inaugurado em 31 de agosto de 2011, já está recebendo aplausos de músicos e da plateia por sua acústica de última geração.

A longa espera dos admiradores finlandeses de música clássica por uma grande sala de concertos com acústica adequada para oferecer uma base às duas maiores orquestras clássicas de Helsinque, a Finnish Radio Symphony Orchestra e a Helsinki Philharmonic, chegou ao fim. “Depois de 20 anos de trabalho, nossos sonhos se realizaram!” afirma Helena Hiilivirta, Diretora do Helsinki Music Centre.

2301-6451059-550-jpg

A diretora Helena Hiilivirta com um modelo em miniatura do Music Centre durante a fase de planejamento. Foto: Sari Gustafsson/Lehtikuva

“Nosso objetivo foi criar um centro de convivência cultural para todos, um ponto de encontro no meio da cidade. Estamos convenientemente localizados entre a estação de trem e a via principal Mannerheimintie”, acrescenta.

O agradável café do centro, uma pequena loja de discos, uma área de exibição e ensaios abertos ajudam a atrair visitantes casuais. Hiilivirta também aprecia o fato de a cobertura de vidro espelhado do centro atrair jovens skatistas e dançarinos de rua para as áreas pavimentadas e gramados dos arredores, e espera que eles arrisquem entrar em breve.

Rodeados por um som soberbo

2301-1363_concerthall_int-500px-jpg

A sala de concertos principal conta com uma disposição de assentos em declive, no estilo “vinhedo”. Foto: Centro Musical

Os dois principais objetivos dos arquitetos do centro foram criar um prédio que harmonizasse com a vista urbana no coração da capital finlandesa, e uma sala de concertos que contasse com uma acústica de nível internacional, com a ajuda de especialistas japoneses da Nagata Acoustics.

“Escolhemos materiais e estruturas acústicas com qualidade comprovada e uma disposição de assentos em declive no estilo “vinhedo” para a sala de concertos principal, com a plateia ao redor da orquestra, assim como na sala de concertos da Orquestra Filarmônica de Berlim; porém, cada sala possui seu próprio projeto acústico”, explica Yasushisa Toyota, especialista em acústica.

Os pequenos painéis de revestimento em bétula escura das paredes da sala de concertos principal foram projetados para difundir o som e evitar ecos, além de oferecer à plateia finlandesa a sensação sublime de estar sentada em uma gigante e tradicional sauna. A disposição dos assentos separa a o público em dois grupos próximos, dispostos em direção ao palco de madeira clara de pinheiro, que se destaca entre a decoração escura.

Toyota orgulhosamente descreve a acústica da sala como sendo limpa e magnífica. “As gravações em mídias, como CDs, são maravilhosas hoje em dia, permitindo às pessoas ouvirem cada nota claramente; portanto, é frustrante não ter a mesma experiência em salas de concertos”, acrescenta.

Aulas magistrais para jovens músicos

Além da sala de concertos com 1.700 assentos, o centro possui um andar subterrâneo com cinco locais menores para concertos e um amplo espaço para artistas afinarem seus instrumentos e relaxarem.

2301-5434_balcony_foyer_int_1-550px-jpg

O Music Centre constitui um espaço cultural para todos, um ponto de encontro no meio da cidade. Foto: Centro Musical

O centro também oferece uma nova base para a Sibelius Academy (Academia Sibelius), onde a jovem elite de músicos finlandeses aprende seu ofício. “Além de disponibilizarmos salas e estúdios para o ensino, é um prazer permitir que nossos alunos interajam e colaborem com músicos profissionais e participem de suas aulas”, afirma o reitor da academia, Gustav Djupsjöbacka.

entre os destaques da temporada de inauguração do centro, estão um concerto da RSO com a soprano finlandesa Karita Mattila, reconhecida mundialmente, um concerto de gala de Rachmaninoff do pianista armênio Denis Matsuev com a Helsinki Philharmonic e um show do grupo de rock finlandês Apocalyptica, cujos membros incluem violoncelistas treinados na Sibelius Academy.

Os ingressos para os eventos de outono estão se esgotando tão rapidamente entre os finlandeses amantes de música, que estão entusiasmados para ver (e escutar) o novo centro de 188 milhões de euros.

 

Por Salla Korpela e Fran Weaver, setembro de 2011

Links